SEM DEFINIR TITULARES, MANO UTILIZA 60% DO GRUPO DO CRUZEIRO EM TRÊS JOGOS

Dos 33 jogadores do elenco celeste, 20 foram utilizados pelo treinador em 2017

 

Não temos um time reserva e um time titular”. A frase dita pelo técnico Mano Menezes pode ser interpretada, por muitos, como apenas um clichê do futebol. Aquela, quando o treinador quer motivar os jogadores e, para isso, afirma que não tem os nomes dos 11 que vão iniciar as partidas definidos. Porém, no Cruzeiro, Mano tem levado o discurso ao “pé da letra”. Nesta temporada, o time celeste fez apenas três jogos em competições oficiais e levou a campo 20 atletas diferentes, o que corresponde a 60,6% do grupo da Raposa.

 

Segundo Mano Menezes, todos os jogadores do Cruzeiro têm condições de serem titulares. O que vai definir quem joga ou não é o condicionamento físico de cada um. Até porque, nas próximas semanas, o time celeste terá uma maratona de jogos. Serão cinco partidas em 14 dias

 

Nós ainda não temos um time reserva e um time titular. São todos jogadores de alta qualidade no nosso elenco e nós separamos dois grupos, porque o grande número de jogos do mês, não permitiria que eu jogasse com o mesmo grupo em todos os jogos. Então, eu não escolhi um time reserva para jogar contra o Tricordiano (vitória por 2 a 1, no último domingo), eu escolhi os jogadores que fisicamente estavam melhores. É com isso que estamos preocupados no momento: colocar os jogadores que estão em melhores condições para jogar.

Apenas dois jogadores foram titulares nos três jogos do Cruzeiro no início deste ano: o zagueiro Léo e o goleiro Rafael. Outros cinco, que não iniciaram entre os 11 em todas as partidas, mas participaram entrando no segundo tempo foram: Robinho (dois jogos como titular e um como suplente), Arrascaeta (dois jogos como titular e um como suplente), Alisson (dois jogos como titular e um como suplente), Ábila (um como titular e dois como suplente) e Rafinha(um como titular e dois como suplente).

Rafinha, por exemplo, entrou no decorrer do jogo contra o Villa Nova-MG e diante do Atlético-MG e foi titular no duelo com o Tricordiano. Para ele, o importante é estar sempre preparado, para quando a chance surgir, aproveitá-la o máximo possível.

– A temporada é muito longa. O time que começa não é o mesmo que termina, todo mundo tem que se preparar para quando tiver as oportunidades estar bem. Começo de temporada não tem time definido. A gente sabe que todo mundo vai ter sua oportunidade, então, tem que estar preparado.

Se contarmos os jogadores que foram a campo pelo Cruzeiro no amistoso contra o Brasília, a porcentagem de atletas utilizados por Mano Menezes chega a 69,7%. Além dos 20 que participaram das partidas oficiais, o zagueiro Murilo Cerqueira, o lateral-esquerdo Fabrício e o meia Alex defenderam o clube celeste na vitória por 8 a 2 sobre o time da capital federal, no SESC Venda Nova.

Fonte:globo.com

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*