MANO DÁ MÉRITOS AO RIVAL E DIZ QUE CRUZEIRO DEIXOU ESCAPAR MOMENTO EM QUE ESTEVE MELHOR

Treinador analisou perda do título mineiro na tarde deste domingo, no Horto

Mano Menezes analisou o jogo do Cruzeiro após a derrota e a perda do título para o Atlético, na tarde deste domingo, no Independência. Dando os devidos créditos ao rival, novo campeão estadual, o treinador celeste lamentou o fato de o time celeste ter deixado escapar o momento em que esteve melhor na partida, logo quando marcou o gol de empate, com Ramón Ábila, aos 7’ do segundo tempo.

Tomamos o segundo gol muito fácil. Poderíamos ter tido mais calma para vencer o jogo. Você leva 1 a 1, mesmo tendo que vencer, aumenta a pressão do jogo para todo mundo. E aí você pode, a qualquer momento, fazer o 2 a 1. Nosso momento melhor, deixamos escapar no jogo e nos foi fatal em função dos méritos do nosso adversário”, analisou o treinador, que evitou individualizar os problemas do Cruzeiro.

“O futebol não dá para enxergar as questões individuais, senão é muito injusto com o jogador que está lá dentro. Todo mundo erra, os dois clubes erraram e óbvio que faz a diferença quem tem aproveitamento melhor. Por isso que os jogadores são consagrados, têm trajetória. Para jogador diferenciado você não pode dar oportunidade de ouro. A gente deu. Tivemos as nossas, voltamos melhor no segundo tempo, criamos oportunidade, tivemos duas de ouro também”, lembrou.
O primeiro tempo do duelo foi totalmente controlado pelo Atlético, apesar da maior posse de bola do Cruzeiro. O time de Mano Menezes voltou a ter problemas com a criação das jogadas e finalizou apenas duas vezes, ambas longe da meta de Victor. Na volta do intervalo, o time cresceu principalmente depois do gol de Ramón Ábila, aos 7’. Aos 23’, porém, Elias acabou com o sonho celeste marcando o segundo do Atlético.

“Poderíamos ter proposto melhor o jogo no primeiro tempo, mas não foi pelo sistema. A bola caiu várias vezes no meio-campo e poderíamos ter encaminhado melhor. Tivemos muitos erros de passes. Não dá para ficar querendo achar culpado ou só olhar porque escapou o título porque está tudo errado. Não está”, justificou o treinador.

Fonte:uai.com

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*