ELIAS CHEGA PARA SOLUCIONAR PRIMEIRO PROBLEMA DETECTADO POR ROGER NO GALO

Treinador, que reclamou da falta de jogadores no ataque e dos chutões do Atlético-MG nos primeiros dois jogos, terá o novo reforço para melhorar esta questão

 

Foram apenas dois jogos no comando do Atlético-MG, mas o técnico Roger Machado já identificou o primeiro grande problema que terá que resolver no time alvinegro. Na vitória sobre o América TO e na derrota para o Cruzeiro, o Galo enfrentou muitas dificuldades na saída de bola da defesa para o ataque, forçando muitos chutões e não conseguindo criar oportunidades de gol.

 

A gente já havia identificado algumas falhas, e mudamos a postura. Não podemos levar apenas quatro jogadores no campo do adversário, atrás da linha da bola. Nos momentos em que a gente botou a bola no chão e se aproximou, nós conseguimos entrar dentro do campo. A característica ofensiva, do ano passado, tem que comparecer, mas eu busco um equilíbrio defensivo.

A ausência de Robinho, o rendimento abaixo do esperado de Cazares e Otero e a falta de um volante mais experiente e com boa saída de bola para acompanhar Rafael Carioca são alguns dos motivos para o fato. A chegada de Elias pode ser a solução que o técnico Roger necessita para o problema.

 

Com experiência de sobra e muita qualidade, principalmente no passe, Elias dará um controle grande ao Atlético-MG nas ações de saída para o jogo e também no equilíbrio defensivo desejado pelo treinador. Os jovens Yago e Ralph, opções de Roger nos dois primeiros jogos, não conseguiram dar ritmo para os meias e o ataque.

Elias será uma peça fundamental para o meio de campo atleticano, fazendo jus ao valor investido pelo clube, cerca de 9,5 milhões de reais. O estilo do volante parece com o do seu companheiro, Rafael Carioca, com o agregador de que Elias chega bem como homem surpresa na frente, sendo uma opção a mais para atacar, sem desguarnecer a defesa, pois também é seguro na marcação.

O volante alvinegro chegou disposto até a jogar o clássico, mesmo tendo menos de 24 horas em Belo Horizonte, mas não pôde por causa da documentação. Elias não considera que a história do jogo contra o Cruzeiro poderia ser diferente se estivesse em campo e nem que será a solução, mas sabe que o time precisará de tempo para chegar ao ideal.

 

Quero ajudar. É uma posição que o Atlético não encontrou, devido as perdas que teve. É uma posição carente. Ao meu ver os meninos jogaram bem, dentro da expectativa. Deram conta do recado no jogo anterior, o Ralph entrou muito bem. Agora é dar sequência. São garotos e não dá para jogar a responsabilidade em cima deles. O Cruzeiro estava bem armado, com sequência de ano com o mesmo treinador e a mesma filosofia. Até mesmo se eu tivesse jogando, seria muito difícil. Estamos iniciando o trabalho e isso requer tempo. Agora no começo vai faltar muita coisa, mas sabemos o que está faltando e vamos corrigir isso.

O Certificado de Transferência Internacional de Elias já está na CBF e o nome do volante deve aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira. No entanto, a estreia de Elias deverá ficar mesmo para o jogo contra o Joinville, pela segunda rodada da Primeira Liga, na quinta-feira.

 

Fonte:globo.com

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*