CRUZEIRO CONTA COM “COPEIROS” PARA QUEBRAR JEJUM DE TÍTULOS EM COPAS

Desde a Copa do Brasil, em 2003, a Raposa não vence um torneio mata-mata

 

São vários os títulos do Cruzeiro nos 96 anos de história do clube. Porém, há 14 anos, um tipo específico de conquista não aparece na estante de troféus da Raposa: a Copa. A última glória nesses torneios foi em 2003. Na temporada da Tríplice Coroa, o time cruzeirense levantou a taça de campeão da Copa do Brasil.

Nesta terça-feira, às 21h45 (de Brasília), contra o Nacional, do Paraguai, no Mineirão, o Cruzeiro volta, após dois anos, a disputar uma competição internacional. A Copa Sul-Americana é um dos objetivos da equipe em 2017. E, para conquistá-la, o clube conta com um grupo experiente e considerado “copeiro”.

Dos 32 jogadores do elenco do Cruzeiro, 10 têm títulos de Copa (veja a lista ao final da reportagem). São eles: Fábio (2), Dedé (1), Fabrício (1), Diogo Barbosa (1), Robinho (2), Ariel Cabral (1), Lucas Romero (1), Thiago Neves (4), Rafael Sobis (2) e Ramón Ábila (2).

Contratado neste ano, Thiago Neves é quem tem o currículo mais recheado com Copas. O meia conquistou a Copa do Brasil de 2007, pelo Fluminense, a Copa do Vice-Rei de 2009/2010 e a Copa do Rei Árabe de 2015, pelo Al-Hilal, da Arábia, e a Copa Presidentes de 2016, pelo Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. Poderia, também, contar com o título da Libertadores. No entanto, mesmo com os três gols marcados na decisão do torneio, em 2008, o tricolor carioca, equipe do jogador, à época, perdeu, nos pênaltis, para a LDU, do Equador.

O “rei” das Copas internacionais é Rafael Sobis. Ele tem, nada mais, nada menos, que duas Libertadores, ambas conquistadas com o Internacional, em 2006 e 2010. Inclusive, marcou gols nas duas decisões: dois contra o São Paulo, em 2006, e um diante do Chivas, do México, em 2010.

Campeão com o Cruzeiro, apenas Fábio. Aos 19 anos, ele era o goleiro reserva do time que tinha André como titular na campanha vitoriosa da equipe na Copa do Brasil de 2000. Na ocasião, a Raposa derrotou o São Paulo na final.

Fonte:globo.com

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*